AMD irá lançar nova GPU Navi de 7nm

A AMD falou um pouco mais sobre o lançamento de seus processadores de última geração, construídos usando a arquitetura Zen 2, o processo de fabricação de 7nm da TSMC, e a nova arquitetura GPU Navi, novamente construída em 7nm. Os chips da marca EPYC voltados para o servidor devem estar disponíveis para os clientes no terceiro trimestre deste ano, e também as placas de vídeo baseadas em Navi.

Em novembro do ano passado, a AMD descreveu os detalhes do design do Zen 2. Fizeram vários melhoramentos para reforçar algumas das áreas mais fracas do Zen, mas talvez  o mais significativo seja a nova abordagem para construir os processadores. O Zen utilizou módulos de quatro núcleos (manipulação de oito threads), com dois desses módulos por chip. Processadores Mainstream Ryzen usaram um chip; o entusiasta da linha Threadripper usou dois chips (primeira geração) ou quatro chips (segunda geração), e o Epyc orientado a servidor usou quatro chips. Cada matriz é um processador completo, contendo os núcleos, cache, controladores de memória, conexões PCIe e Infinity Fabric para E / S, controladores SATA e USB integrados e assim por diante.

O Zen 2 continuará a usar vários chips, mas desta vez os chips serão mais especializados. Haverá chiplets de 7nm, cada um contendo núcleos de CPU, cache e links Infinity Fabric, e um die de 14nm de E / S, contendo controladores de memória, conexões Infinity Fabric e controladores SATA e USB. As peças de 7nm devem ser capazes de atingir velocidades de clock maiores e menor consumo de energia do que seus predecessores de 14nm. No entanto, as peças da matriz de E / S geralmente não se beneficiam de velocidades de clock mais altas.

Na verdade, não podem – PCIe, USB, SATA e até mesmo memória, todos precisam rodar em velocidades predeterminadas, porque seu desempenho é governado pela especificação do barramento. O headroom de desempenho extra que 7nm ofereceria é desperdiçado. Ao manter essas peças em 14 nm, a AMD provavelmente será capaz de cortar custos (porque a fabricação bem estabelecida de 14 nm deve ser mais barata do que a mais nova, mais avançada, 7 nm).

O processador Rome terá chiplets até oito core, para um total de 64 núcleos e 128 threads, e suportará até dois sockets. Essas peças já estão a ser mostradas e estarão prontas para o lançamento no terceiro trimestre. A AMD, no entanto, não fez nenhuma menção aos principais chips Ryzen da série 3000. Há especulações de que isso será anunciado na Computex no final deste mês, mas por enquanto parece que o foco da AMD está no mercado de servidores mais lucrativo.

Também a usar 7nm é a nova arquitetura da GPU Navi da AMD. A AMD já está a construir GPUs de 7nm, como a Radeon VII usando a arquitetura Vega. De maneira incomum, a empresa informou que as primeiras peças da Navi custarão abaixo da Radeon VII, de 623,44€ (US $ 699). Com um lançamento no próximo trimestre, a empresa vai ter entrar em mais detalhes quanto à apresentação dos seus novos produtos.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here