Ainda só há 2 milhões de automóveis elétricos em todo o mundo

O número de automóveis nas estradas de todo o mundo soma já 2 milhões de unidades. O número, elevado por certo, está ainda muito distante dos objetivos mais realistas até que se comece a notar impacte na natureza e se consiga travar o aquecimento global. O alerta é da Agência Internacional de Energia (IEA).

Em 2015 o número de automóveis elétricos ligeiros, e aqui contam-se os híbridos, híbridos ‘plug-in’ e totalmente elétricos, sem esquecer a minoria dos carros com pilhas de combustível, totalizava apenas 1 milhão de unidades em todo o mundo. Tendo existido uma duplicação do número de automóveis deste tipo a circular em todo o mundo, representam apenas 0,2% de todo o parque automóvel circulante a nível mundial.

Segundo a mesma agência, para que se mantenha o aumento da temperatura da Terra abaixo dos 2ºC até ao final do século teremos de ter 600 milhões de automóveis elétricos até 2040.

Com a indústria a conseguir reduzir custos e a oferecer no mercado produtos cada vez mais ajustados à mobilidade dos dias de hoje, a meta realista é de atingir somente entre 9 e 20 milhões até 2020, tendência que a manter-se será traduzida entre 40′ a 70 milhões em 2025.

95% das vendas a nível mundial de automóveis elétricos está somente concentrada em 10 países: China, EUA, Japão, Canadá, Noruega, Grã Bretanha, França, Alemanha, Holanda e Suécia.

O estudo que foi revelado e que está disponível na Internet salienta ainda a importância da manutenção dos incentivos para que a expressão dos automóveis elétricos ao nível da saúde do planeta seja relevante.

Fonte: Agência Internacional de Energia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here