Adolescente é um dos maiores criadores de software do mundo

Chama-se Michael Sayman, tem 15 anos, é norte-americano e gosta de computadores. Até aqui tudo normal, Michael parece mais um entre tantos adolescentes americanos que frequentam o liceu…

Sayman começa a destacar-se dos outros rapazes quando o tema é aplicações para telemóveis.  O norte-americano é um expert na matéria e até dá conselhos aos professores. Mas as peculiaridades deste adolescente de Miami não ficam por aqui. Michael é um verdadeiro prodígio a nível local como também já ganhou reconhecimento fora dos EUA. O norte-americano é um dos maiores criadores do mundo de software aplicativo. Em menos de três anos de «trabalho» já criou 20 aplicações, que foram descarregadas cerca de de cinco mil vezes por dia.

Tudo começou com uns rabiscos no Microsoft Paint aos cinco anos de idade. Aos 13 criou a primeira aplicação, um tutorial para o popular jogo “Club Penguin” da Disney, com um investimento inicial de 100 dólares, cerca de 80euros, que pediu emprestados à mãe.

Desde então não parou de criar aplicações para smartphones, entre as quais a popular “The Impossible – Test” e já encaixou milhares de dólares de lucro. Os pais agradecem e são na verdade os maiores cúmplices do filho, ao ponto de Michael os identificar como “a chave do sucesso”.

Apesar do seu jeito desmedido para criar aplicações e do sucesso que tem alcançado, este jovem filho de pai boliviano e mãe peruana, garante que leva uma vida normal. “Os meus amigos tratam-me como qualquer outra pessoa, como se eu não fizesse aplicações. Eu falo com os meus professores e, às vezes, pedem-me para ajudar com a criação de um aplicação e eu ajudo “, disse.

Com tamanho sucesso no mundo do software, o seu futuro não poderia deixar de ser outro. Michael tem já vários projetos em mente. “Em breve quero começar um negócio com mais aplicações e chegar a uma audiência maior, a fim de que o meu software possa ser mais conhecido e mais descarregado. A maioria das minhas aplicações são gratuitas e eu faço isso para que as pessoas as conheçam, saibam quem eu sou e saibam que uma pessoa jovem como eu pode criar aplicações”, afirmou Sayman.

O adolescente tem inclusivamente uma página própria e atualmente encontra-se a trabalhar numa aplicação com informações úteis acerca da Bolívia.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here