272 milhões de contas de e-mail roubadas postas à venda na Internet

hackers_4996108_lrg

Um novo estudo revela números assustadores do mais recente roubo de identidades de acesso a conta de e-mails. Ao todo um vasto grupo de ‘hackers’ russos conseguiram as credenciais de acesso de mais de 272,3 milhões de utilizadores de todo o mundo e colocaram-nas à venda no submundo do crime russo. As contas roubadas estão alojadas maioritariamente na plataforma Mail.ru, mas inclui bastantes entradas de espaços relativos a serviços da Google, Yahoo, e Microsoft/Outlook.

A descoberta, feita pela Hold Security, foi revelada pela agência Reuters é tida como uma das maiores violações de credenciais de acesso a ser descoberta desde os ciberataques aos bancos americanos e retalhistas em 2014. Esta empresa tem nos últimos anos alertado para falhas de segurança graves em sistemas informáticos de grande escala, entre eles o da consultora JPMorgan, do retalhista de grande distribuição Target, e do fabricante de software Adobe Systems.

Os investigadores descobriram esta informação de forma acidental, depois de encontrarem um hacker russo num fórum que reclamava a recolha dos dados e que iria disponibilizar um grande número de credenciais de acesso que somavam mais de 1,17 mil milhões de entradas. Depois de eliminados os duplicados, a Holden afirmou que foram encontradas 57 milhões de contas Mail.ru, ou seja a grande maioria dos utilizadores do serviço que recentemente anunciou ter atingido a marca de 64 milhões de utilizadores mensais. Para segundo plano ficam os dados pertencentes a contas da Google (24 milhões), Microsoft (33 milhões) e da Yahoo (40 milhões). Na cauda desta estatística surgem ainda milhares de fornecedores de serviços de email alemães e chineses de menor escala.

Fonte: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here